domingo, 17 de julho de 2011

NAda dura para sempre!

Minha família e eu estamos passando por diversos problemas em vários campos diferentes ao mesmo tempo.

Assim este espaço esta ficando desatualizado.

Lamento não poder publicar nada que ajude aos demais em situação parecida.

Ficam as palavras:



Nenhum insulto insuportável


Não deveria haver nenhum insulto ou humilhação grande demais para você suportar. Se você alguma vez sentir que é justificável reagir vingativamente, a consequente troca de palavras cruéis e recriminações certamente iria inflamar e multiplicar a raiva nos dois lados. É assim que as pessoas começam a brigar e a matar uns aos outros. Assassinatos e guerras sempre começam com apenas um pensamento raivoso.


Como diz Shantideva:

Não há mal que se compare à raiva,
Não há austeridade que se compare à paciência.


Então, jamais dê vazão à raiva. Seja paciente; além disso, seja grato a alguém que te humilha, já que essa pessoa está te dando uma oportunidade preciosa para fortalecer sua compreensão e prática da bodhicitta.


O grande Jigme Lingpa disse:

Ser maltratado por inimigos
Catalisa sua meditação;
Críticas ofensivas que você não merece
Estimulam sua prática;
Aqueles que te prejudicam são professores
Desafiando seu apego e aversão;
Como você poderia sequer retribuir a gentileza deles?


Dilgo Khyentse Rinpoche (Tibete, 1910 – Butão, 1991)
“The Heart of Compassion”, v. 15
Postar um comentário