terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Criança pode ser budista?

Garota budista teve pedaço do cabelo cortado no batismo; leia entrevista


A carioca Carolina da Costa, 10, é budista desde que tinha três anos de idade. Ela tem uma foto do líder espiritual budista Dalai Lama no quarto e costuma cantar mantras quando se machuca ou sente medo.

Em entrevista à "Folhinha", ela contou a história de Buda, explicou o conceito de renascimento e lembrou da vez em que uma professora da escola não acreditou que ela soubesse cantar um mantra em tibetano.

Nova novela tem menina budista; conheça crianças que seguem a religião na vida real
*
FOLHINHA - Quando você começou a seguir a religião budista?


CAROLINA - Comecei com três anos. Acompanhava meus pais nas práticas e na meditação.

O que você acha mais legal no budismo?

Eu uso muito o budismo como proteção para enfrentar meus medos. Faço mantras quando estou com medo ou numa hora difícil por que me ajuda a acalmar. Também faço mantras antes das provas para me concentrar ou em casa, quando estou nervosa ou com medo.
Louise Soares/Folhapress
Carolina da Costa frequenta um centro budista desde os três anos de idade.
Carolina da Costa frequenta um centro budista desde os três anos de idade.

Você conhece bem a história do Buda? Já leu livros sobre ele?

Sim. A história dele é essa: há 2500 anos, nasceu um príncipe chamado Siddartha Gautama. Ele morava num palácio, era muito rico e muito protegido pelo pai dos problemas e sofrimentos do mundo. Um dia, ele sai do castelo e viu que existia a morte e o sofrimento. Então ele procurou um jeito de entender por que isso acontecia. Ele sentou no pé de uma figueira e buscou a iluminação, que é o nirvana, e se tornou o Buda.

Você tem outros amigos budistas? Seus amigos perguntam sobre a sua religião?

Na minha escola, acho que sou a única budista, mas a gente não fala muito sobre isso. Os pais de algumas amigas minhas tem curiosidades sobre o budismo e me perguntam. Uma vez, quando eu tinha quatro anos, eu me machuquei na escola e comecei a fazer um mantra para passar a dor. A professora ouviu e perguntou em que língua eu estava falando, mas ela não acreditou quando disse que era um mantra em Tibetano e foi falar com meus pais. Eles falaram que era verdade, que, quando me machuco, faço mantras para passar a dor e ela ficou surpresa.

Como você explicaria para uma criança da sua idade o conceito de renascimento?

Todo mundo nasce, morre e renasce de novo. Eu acredito no carma, que quando a gente faz uma coisa ruim, pode voltar, nessa vida ou em outra.

Você participou de alguma cerimônia de iniciação no budismo?

Eu fui "batizada" no budismo. Você corta um pedacinho do cabelo e deixa no templo. Eu tinha uns quatro ou cinco anos.
Ads by AddonjetAd Options
Filipe Rocha/Editoria de Arte/Folhapress
Postar um comentário