sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

O secretário do Papa vai de bicicleta ao trabalho!



Chama-se Alfred Xuereb e decidiu seguir ao pé da letra as instruções da era Bergoglio de austeridade vaticana: chega de luxo. Viva a bicicleta!

Postado no jornal argentino Clarín, 21-01-2014. A tradução é de André Langer.

Xuereb é nada menos que a mão direita do Papa. Seu secretário pessoal. Maltês, de 55 anos, de uma família de antiga estirpe nas ilhas, já foi segundo secretário de Bento XVI depois do popular GeorgGänswein.

Mas, além disso, em novembro, o Papa Francisco o nomeou como delegado do Instituto para as Obras de Religião (IOR, o banco vaticano) e da Comissão Pontifícia para a Referência sobre a Organização da Estrutura Econômico-Administrativa da Santa Sé, com a finalidade de exercer a função de supervisão e informação à Sua Santidade.

Um dado que o Papa costuma destacar em seu secretário é que anda de bicicleta. O Papa Francisco vem motivando o clero a utilizar “veículos mais simples” e a não se deixar levar pelo gosto ou pela ostentação em sua vida de serviço.

“De verdade, digo-lhes que me dói quando vejo um sacerdote ou uma religiosa com um carro do último modelo. Não pode ser! Pensarão, mas padre, então agora temos que andar de bicicleta? A bicicleta é boa!”, explicou o Papa a um grupo de seminaristas. Deu o exemplo de mons. Xuereb, que se locomove de bicicleta por Roma.

“Entendo que o carro seja necessário para o trabalho, mas escolham um mais simples! E se gostarem de um mais bonito, simplesmente pensem no número de crianças que morrem de fome, só isso!”, exclamou Bergoglio.
Postar um comentário