domingo, 13 de setembro de 2015

Os 8 Pilares de Buda

Postado originalmente no Tô no Cosmos: Os 8 Pilares de Buda

Pintura Buda - Tô no CosmosBuda não era budista, Jesus não era cristão. Ambos partilhavam de crenças baseadas na libertação de si mesmo sem prejudicar o próximo e sem rótulos. Nos ensinamentos dos Mestres antigos havia crença e não religião.
Sidarta Gautama, mais conhecido como Buda (que significa o iluminado), era um príncipe nascido nos jardins de Lumbini, hoje atual Nepal, que ao contrário do que pensamos, renunciou o seu poder a fim de encontrar um sentido para sua vida cheia de porquês.
Durante sua jornada aventureira, Sidarta conheceu os dois extremos da vida, e cercado de ascetas que pregavam que o mundo material era ilusório e por isso as coisas desse mundo deveriam ser evitadas ao extremo, eis que num belo dia, Sidarta tem a brilhante ideia do Caminho do Meio. Nem bom nem mal, justo, nem forte nem fraco, comedido, nem muito nem pouco, necessário.
No caminho percorrido por Sidarta, ele descobriu Quatro Nobres Verdades.
A Primeira Verdade é que a vida é sofrimento; a Segunda Verdade é que a causa do sofrimento é o desejo; a Terceira Verdade diz que a causa do sofrimento pode ser eliminada por meio da renúncia do desejo; e a Quarta Verdade é que o caminho para a salvação pode ser alcançado.
Dentro da Quarta Verdade, estão os 8 Pilares para alcançar tal salvação.
1º Compreensão correta – Conhecendo as Quatro Nobre Verdades e Buda 1 - Tô no Cosmoscompreendendo-as, levará você à libertação e a contribuir para a libertação dos demais.
2º Pensamento correto – O mal não deve ser causado à outrem nem mesmo por pensamento, de forma que transformemos nosso pensamento para que não seja egoísta.
3º Fala correta – Não mentir, não usar palavras ásperas ou difamar, sempre usar a fala de maneira harmoniosa.
4º Ação correta – Agir conforme gostaria que fosse agido com você. Praticar a generosidade de maneira correta, e não como acha que é correto.
5º Meio de vida correto – Respeitar a todos e a si mesmo, evitar devaneios e realizar as práticas diárias com sabedoria.
6º Esforço correto – Autodisciplina para desenvolver as boas qualidades que gerarão os resultados.
7º Atenção correta – A completa consciência das ações do corpo e da mente devem ser desenvolvidas através da atenção constante e exata.
8º Concentração correta – A concentração é o grande alicerce de uma mente sã.

Seguindo essas posturas, segundo Sidarta e seus seguidores, seríamos pessoas melhores em todos os aspectos de nossa vida, de uma forma mais saudável tanto física e mental quanto espiritual.
Se faz necessário saber que Sidarta foi um homem que dedicou sua vida ao bem da humanidade, assim como tantos outros, e que por tal feito, ultrapassando as barreiras religiosas, é digno de reconhecimento por seus atos.
Sidarta - Tô no Cosmos
“Cuide de seu exterior tanto quanto cuida do seu interior, pois tudo é um só.” Sidarta Gautama, o Buda.
Postar um comentário