terça-feira, 7 de agosto de 2012

Tisarana: Eu busco refúgio no Buda.




Buddham saranam gacchami
Eu busco refúgio no Buda.
Dhammam saranam gacchami
Eu busco refúgio no Dhamma.
Sangham saranam gacchami
Eu busco refúgio na Sangha.


Dutiyampi Buddham saranam gacchami
Pela segunda vez, eu busco refúgio no Buda.
Dutiyampi Dhammam saranam gacchami
Pela segunda vez, eu busco refúgio no Dhamma.
Dutiyampi Sangham saranam gacchami
Pela segunda vez, eu busco refúgio na Sangha.


Tatiyampi Buddham saranam gacchami
Pela terceira vez, eu busco refúgio no Buda.
Tatiyampi Dhammam saranam gacchami
Pela terceira vez, eu busco refúgio no Dhamma.
Tatiyampi Sangham saranam gacchami
Pela terceira vez, eu busco refúgio na Sangha.



Tisarana: Um refúgio supremo

Tisarana em língua páli, a língua que o Buddha falava, no século VI antes de Cristo, significa "tomar refúgio". Dizia ele:

As pessoas buscam muitos refúgios, nas montanhas e florestas, nos parques e santuários: pessoas ameaçadas pelo perigo.

Mas esse não é o refúgio seguro, não é o refúgio supremo, esse não é o refúgio, ao qual se você for, ganhará a libertação de todo sofrimento.

Porém quando buscar refúgio no Buda, Dhamma, e Sangha, você verá com sabedoria as quatro nobres verdades - sofrimento a causa do sofrimento, a cessação do sofrimento, e o nobre caminho óctuplo, o caminho para silenciar o sofrimento: esse é o refúgio seguro, esse é o refúgio supremo, esse é o refúgio, que se você buscar, ganhará a libertação de todo sofrimento.

Dhammapada, (ou Caminho do Dharma) 188-192
Postar um comentário