terça-feira, 27 de setembro de 2011

Artigo com o comentário mais feliz para a saúde de Porto Alegre (em destaque meu)

O Sul Porto Alegre, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2011. Pelo Colunista Armando Burd.


PMDB de Porto Alegre deu demonstração de força na convenção. Fortunati aproveitou para dizer o que quis.
Foi enviada ao presidente nacional licenciado do PDT, Carlos Lupi, ontem à tarde, síntese do pronunciamento de José Fortunati na convenção do PMDB de Porto Alegre. O prefeito foi detalhista ao relatar as realizações do projeto que uniu os dois partidos. Deixou claro o desejo de que a parceria continue. Não agrada Lupi, que defende o PT na chapa à prefeitura em 2012.

Sem controle remoto
O discurso de Fortunati foi de aproximação. O PMDB tinha ficado desgostoso com a entrega de uma carta da direção do PDT ao PT, há três semanas, propondo integração à sua chapa. Fortunati acompanhou constrangido o presidente regional, Romildo Bolzan Júnior, na visita à sede do PT. Estando em vigor a aliança com o PMDB, complicou.

Lupi, porém, queria fazer um agrado à presidenta Dilma Rousseff e ao PT. Distante 2 mil quilômetros de Porto Alegre, não avaliou com precisão. Ontem, teve a resposta de Fortunati.

Corigindo
Ao insistir na continuidade do projeto com o PMDB, Fortunati também se redimiu do erro político que cometeu em maio deste ano, quando convidou o PT para integrar o secretariado. Poderia ser considerado pelos petistas, caso ocorresse logo após sua posse como prefeito, no final de março de 2010. Chegou tarde e ouviu um não.


RÁPIDAS

* Carlos Henrique Casartelli está disposto a deixar a Secretaria Municipal da Saúde, irritado com a falta de apoio às medidas duras que vem adotando.

 Ex-prefeito José Fogaça elogiou Fortunati por estar aplicando "de maneira irretocável" o plano de governo que elaboraram em conjunto. Porém, a certa altura do discurso, deixou escapar: "O PMDB está preparado para todas as incertezas".* Do presidente do diretório municipal do PMDB, Sebastião Melo, ao se referir à necessidade de reforma política: "Daqui um pouco, os partidos não terão mais que se registrar no Tribunal Superior Eleitoral, mas na Junta Comercial, tantas são as negociatas".

 Pela primeira vez, o PT compareceu a uma convenção do PMDB. O presidente do diretório municipal, vereador Adeli Sell, é, definitivamente, um gentleman.

 Deu no jornal: "Com dois deputados federais, Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprova 118 projetos em três minutos". Lição para quem quer entrar no Livro dos Recordes sem fazer força.

 Educação decente, saúde razoável, segurança mínima, infraestrutura para empreender e prosperar. Será pedir demais do poder público? 

 Várias medalhas estão garantidas para Copa do Mundo: serão entregues no Vale das Obras Demoradas.

Brasil e Estados Unidos assinaram o Acordo do Aço, para construir a Siderúrgica de Volta Redonda, com previsão de produzir 300 mil toneladas anuais. Os norte-americanos concederam empréstimo de 45 milhões de dólares. As operações se iniciaram em outubro de 1946, tendo sido marco no processo de industrialização, como a primeira produtora de aço do Brasil. Privatizada em 1993, durante o governo Itamar Franco, passou por profundo processo de reestruturação, o que a transformou em um dos maiores complexos siderúrgicos da América Latina, com capacidade de produção de 5,8 milhões de toneladas, por ano, de aço

Postar um comentário