sábado, 3 de dezembro de 2011

Nossa memória não é confiável.

Por Ajaan Brahmavamso  (também conhecido como Ajaan Brahm), nasceu "Peter Betts" em Londres em 1951. Trocou a Física pela busca espiritual aos 23 anos de idade. Foi ordenado monge em Bangcoc onde durante 9 anos ele estudou e treinou na tradição das florestas do renomado mestre de meditação Ajaan Chah. Em 1983 ajudar na criação de um monastério no Oeste da Austrália, o monastério, Bodhinyana Monastery.
Nossa memória não é confiável. 
Se você considerar o quão pouco confiável é a memória, então não irá dar muito valor para o pensar sobre o passado. 
E assim poderá se soltar disso. 
Poderá enterrá-lo, da mesma forma como se enterra uma pessoa que morreu. 
Você a coloca num caixão e depois a enterra, ou crema, e isso está acabado, concluído. 
Não insista no passado. 
Não continue a carregar na sua cabeça os caixões dos momentos mortos! 
Se você fizer isso estará se desencorajando com pesados fardos que na verdade não lhe pertencem. 
Deixe que todo o passado se vá e você terá a habilidade para estar livre no momento presente.
Postar um comentário