sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Emergência do Clínicas será fechada para reformas a partir do próximo dia 19

Nada pode ser tão ruim que não possa piorar...

Postado na ZERO HORA



Emergência do Clínicas de Porto Alegre será fechada para reformas a partir do próximo dia 19 de novembro e o setor só voltará a realizar pronto-atendimento e internações a partir do dia 5 de dezembro. 
O setor de emergência de um dos maiores e mais movimentados hospitais da Região Metropolitana ficará mais de duas semanas fechado a partir do próximo dia 19. 
Para "readequar o espaço físico e qualificar o atendimento", a emergência do Hospital de Clínicas (HCPA) de Porto Alegre estará em reformas e não atenderá entre 19 de novembro e 4 de dezembro. Durante esse período, não haverá consultas de pronto-atendimento ou internações no setor. Apenas os pacientes que chegarem em situação de emergência, com risco de morte, serão atendidos no box de urgência. 
Segundo a administração da instituição, pacientes que se encontram em atendimento serão transferidos para unidades de internação do próprio Clínicas e para outros hospitais. A área da emergência deverá estar vazia até o dia 24, quando se inicia a reforma, que vai gerar poluição sonora e ambiental e exigir o desligamento total do sistema de ar-condicionado. 
O objetivo da reforma é adequar a emergência do Clínicas a normas internacionais de qualidade e segurança e inclui a remodelação dos consultórios, a reorganização da área para triagem — que oferecerá mais privacidade para os pacientes — e a construção de novos boxes para estabilização de doentes graves. Também será feita a limpeza dos dutos de ar-condicionado. O setor será reaberto no dia 5 de dezembro. 
Com a emergência do Hospital Conceição também fechada para reformas, a Secretaria Municipal da Saúde pretende se a direção do Clínicas nesta quinta-feira e avaliar a possibilidade de adiar a obra.



Atualização:

O Hospital de Clínicas de Porto Alegre manterá a reforma no setor de emergência, prevista para começar no dia 19 de novembro. A decisão foi tomada durante umareunião nesta tarde entre a diretoria da instituição e a Secretaria Municipal de Saúde.  
Com a emergência do Hospital Conceição também fechada para reformas, a secretaria avaliava a possibilidade de adiar a obra, o que foi descartado.  
— Temos condições de enfrentar situações como esta e vamos enfrentar — afirmou o secretário de Saúde, Carlos Henrique Casartelli.
O setor será reaberto no dia 5 de dezembro. Tanto o secretário quanto a diretora do Hospital de Clínicas, Nadine Oliveira Clausell, fizeram um apelo para que prefeituras da Região Metropolitana e do Interior não mandem mais pacientes para o hospital durante o fechamento da emergência. 
— Ninguém vai mandar paciente embora. Todos serão triados e aqueles casos de menor gravidade serão encaminhados de maneira adequada para outras unidades de saúde da Capital — explicou a diretora. 
O objetivo da reforma é adequar a emergência do Clínicas a normas internacionais de qualidade e segurança e inclui a remodelação dos consultórios, a reorganização da área para triagem — que oferecerá mais privacidade para os pacientes — e a construção de novos boxes para estabilização de doentes graves. Também será feita a limpeza dos dutos de ar-condicionado. 
Serviço interrompido 
A emergência do hospital estará em reformas e não atenderá o público entre 19 de novembro e 4 de dezembro. Durante esse período, não haverá consultas de pronto atendimento ou internações no setor. Apenas os pacientes que chegarem em situação de emergência, com risco de morte, serão atendidos no box de urgência. 
Segundo a administração da instituição, pacientes que se encontram em atendimento serão transferidos para unidades de internação do próprio Clínicas e para outros hospitais. A área da emergência deverá estar vazia até o dia 24, quando se inicia a reforma, que vai gerar poluição sonora e ambiental e exigir o desligamento total do sistema de ar-condicionado.

ZERO HORA
Postar um comentário