quinta-feira, 21 de abril de 2011

Dinheiro na mão


21.4.11

por Rosane de Oliveira

Graças a uma ação judicial julgada em tempo recorde, os médicos demitidos da Fugast já começaram a receber o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Uma ação impetrada pelo escritório Paese, Ferreira e Advogados Associados em nome de todos os demais demitidos, pedindo a liberação do FGTS e do seguro-desemprego, tramita na Justiça. O processo aguarda decisão da juíza Flavia Padilha Vilande, da 27ª Vara do Trabalho.

Zero Hora
Postar um comentário