segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Depois do Zazen, tome uma xícara de CHÁ VERDE


Idosos que bebem chá verde têm menos problemas funcionais.

Consumir pelo menos três xícaras do chá ao dia reduz em 25% os riscos de dificuldades relacionadas às atividades cotidiano

Chá verde: idosos que consomem regularmente o chá enfrentam menos problemas funcionais
Chá verde: idosos que consomem regularmente o chá enfrentam menos problemas funcionais (Thinkstock)
Segundo um novo estudo feito por japoneses na Faculdade de Medicina da Universidade de Tohoku, idosos que bebem chá verde regularmente têm menos problemas funcionais ao longo do tempo. A pesquisa foi publicada na edição de janeiro do periódico The American Journal of Clinical Nutrition.
CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Green tea consumption and the risk of incident functional disability in elderly Japanese

Onde foi divulgada: periódico The American Journal of Clinical Nutrition

Quem fez: Yasutake Tomata, Masako Kakizaki, Naoki Nakaya, Toru Tsuboya, Toshimasa Sone, Shinichi Kuriyama, Atsushi Hozawa e Ichiro Tsuji

Instituição: Universidade de Tohoku, Japão

Dados de amostragem: 13.988 adultos maiores de 65 anos

Resultado: Aqueles que bebem de três a quatro xícaras de chá verde ao dia reduzem em 25% os riscos de incapacidade funcional em comparação com quem consome menos de uma xícara diariamente. Ingerir mais de cinco xícaras reduz em mais de 30% esses riscos
O estudo acompanhou por três anos cerca de 14.000 adultos com mais de 65 anos. Eles informaram os pesquisadores sobre consumo diário de chá verde e outros hábitos do dia-a-dia. De maneira geral, os participantes que bebiam mais chá eram menos propensos a desenvolver incapacidade funcional, ou seja, dificuldades com as atividades do cotidiano ou com as necessidades básicas de locomoção e independência física, como tomar banho sozinho e se vestir.
Em comparação com os indivíduos que ingeriam menos do que uma xícara de chá verde diariamente, as pessoas que consumiam de três a quatro xícaras da bebida ao dia tinham 25% menos chances de terem problemas funcionais, e aquelas que bebiam mais de cinco xícaras tinham pouco mais de 30% menos riscos.
De acordo com os pesquisadores, aqueles que mais consumiam o chá verde não só mantiveram mais agilidade e menos fragilidade física, mas também tendiam a seguir dietas mais saudáveis, ingerindo maior quantidade de peixes, legumes e frutas, por exemplo. Além disso, essas pessoas tendiam a fumar menos, a ter menos problemas cardiovasculares e também a ser mais socialmente ativas. Porém, embora esses hábitos saudáveis tenham beneficiado a saúde dos participantes, o chá verde também contribuiu para uma melhor condição geral do corpo, segundo os autores do estudo.
Antioxidante- O chá verde contém substâncias antioxidantes que podem proteger as células de danos provocados pelo envelhecimento e que podem levar a uma série de doenças. Diversas pesquisas vêm relacionando o consumo da bebida com a diminuição de riscos de colesterol alto e de certos tipos de cânceres.
Postar um comentário