quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Minha homenagem a Steve Jobs, um Zen Budista leigo que mudou o mundo.

Faleceu, com 56 anos, nos EUA, o zen budista Steve Jobs, por duas vezes líder inconteste da Apple.

Jobs foi ligado a Kobun Chino Otogawa um monge da escola Soto Zen(clica aqui e veja a HQ que fala disto), tentou domar um temperamento irascível e tão exigente que levava ao desespero seus colaboradores, ao mesmo tempo é cultuado como um realizador brilhante que com sua obsessão por produtos ideais mudou a face do mundo moderno.

Sua empresa lançou novidades que as pessoas sequer sabiam que queriam, produtos que se tornaram a seguir ícones do mundo digital, este sucesso guindou a Apple ao posto de uma das empresas mais valorizadas da terra.

A contradição aparente entre sua vida de CEO e empreendedor com sua ligação com o budismo aparecia em sua simplicidade na vida pessoal, seu hábito de andar descalço mesmo comprando no supermercado, seu vegetarianismo que partilhava com sua espôsa mãe de 3 dos seus filhos ( teve uma filha com uma namorada anteriormente) e a seu desapego por móveis suntuosos. Ele fazia o que queria, lutava por um resultado brilhante, mas não por enriquecimento em si e sim porque era o que desejava fazer, trilhava seu caminho sem se importar com a opinião alheia.




E quem diria que tudo iria começar com um garotinho adotado que abandonou o curso principal da faculdade, se matriculou em aulas de tipografia, e jantava de graça uma vez por semana num templo Hare Krishna...




"Lembrar que estarei morto em breve foi a mais importante ferramenta que já encontrei para me ajudar a fazer grandes escolhas na vida."


"A morte nos lembra de que não há nada a perder. Você já está nu, não há nenhuma razão para não seguir seu coração."


"Ninguém quer morrer. Mesmo as pessoas que querem ir para o céu não querem morrer para chegar lá..."


"Mas a morte é provavelmente a melhor invenção da Vida, seu grande agente de mudança, ela se livra do velho para abrir caminho ao novo que vem chegando."


"Seu tempo é limitado, então não o desperdice vivendo a vida de alguém, não fique preso as expectativas e pensamentos dos outros."


"Seu coração e intuição já sabem, de alguma maneira, no que você
quer realmente se tornar. Todo o resto é secundário..."




» Todas as frases foram retiradas do histórico discurso de Jobs em Stanford (clique para assistir).


O legado de Steve Jobs vai além da Apple, da Pixar e dos produtos que ele ajudou a desenvolver. Famoso pela oratória, pela capacidade de síntese de ideias e pelo carisma em suas apresentações, Jobs deixa ainda uma coleção de afirmações polêmicas, frases visionárias e pensamentos que ajudaram a definir os rumos da tecnologia nos últimos anos. O G1 selecionou mais algumas das frases de Jobs. Confira:




Sobre a vida

 

“Eu trocaria toda a minha tecnologia por uma tarde com Sócrates”
–Newsweek, 2001
“Ser o homem mais rico do cemitério não me interessa. Ir para a cama à noite dizendo que fizemos algo maravilhoso, isso importa para mim”
–The Wall Street Journal, 1993


“Você quer passar o resto de sua vida vendendo água com açúcar ou quer ter a chance de mudar o mundo?”
-- Em entrevista a John Sculley para o livro “Odyssey: Pepsi to Apple


“Às vezes a vida te bate com um tijolo na cabeça. Não perca a fé. Estou convencido de que a única coisa que me fez continuar foi que eu amava o que eu fazia. Você precisa encontrar o que você ama. E isso vale para o seu trabalho e para seus amores.Seu trabalho irá tomar uma grande parte da sua vida e o único meio de ficar satisfeito é fazer o que você acredita ser um grande trabalho. E o único meio de se fazer um grande trabalho é amando o que você faz. Caso você ainda não tenha encontrado[ o que gosta de fazer], continue procurando. Não pare. Do mesmo modo como todos os problemas do coração, você saberá quando encontrar. E, como em qualquer relacionamento longo, só fica melhor e melhor ao longo dos anos. Por isso, continue procurando até encontrar, não pare"
 – discurso durante formatura em Stanford, 2005
“Você não pode conectar os pontos olhando para a frente; você só pode conectar os pontos olhando para trás. Assim, você precisa acreditar que os pontos irão se conectar de alguma maneira no futuro. Você precisa acreditar em alguma coisa – na sua coragem, no seu destino, na sua vida, no karma, em qualquer coisa. Este pensamento nunca me deixou na mão, e fez toda a diferença na minha vida.”
 – discurso durante formatura em Stanford, 2005

Não há razão para não seguir o seu coração.”
“Lembrar que eu estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que eu encontrei para me ajudar a fazer grandes escolhas na vida. Por que quase tudo – todas as expectativas externas, todo o orgulho, todo o medo de se envergonhar ou de errar – isto tudo cai diante da face da morte, restando apenas o que realmente é importante. Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira para eu saber evitar em pensar que tenho algo a perder. Você já está nu.
– discurso durante formatura em Stanford, 2005
“Isto foi o mais perto que cheguei da morte e espero que seja o mais perto que eu chegue nas próximas décadas. Tendo passado por isso, posso dizer agora com mais certeza do que quando a morte era apenas um conceito intelectual: nnguém quer morrer. Até mesmo as pessoas que querem ir para o céu não querem morrer para ir para lá. Ainda, a morte é um destino que todos nós compartilhamos. Ninguém conseguiu escapar dela. E assim é como deve ser porque a morte é talvez a melhor invenção da vida. É o agente que faz a vida mudar. É eliminar o velho para dar espaço para o novo. Neste momento, o novo são vocês, mas algum dia não tão longe, vocês gradualmente serão o velho e darão espaço para o novo. Desculpa eu ser tão dramático, mas é a verdade”
– discurso durante formatura em Stanford, 2005
“Seu tempo é limitado. Por isso, não perca tempo em viver a vida de outra pessoa. Não se prenda pelo dogma, que nada mais é do que viver pelos resultados das ideias de outras pessoas”
 – discurso durante formatura em Stanford, 2005
Tenha vontade, tenha juventude. Eu sempre desejei isso para mim. E agora, que vocês se formam para começar algo novo, eu desejo isso para vocês”
 – discurso durante formatura em Stanford, 2005


Sobre tecnologia

“Eu acho que [a tecnologia] fez o mundo ficar mais próximo e continuará fazendo isso. Existem desvantagens para tudo e consequências inevitáveis para tudo. A peça mais corrosiva da tecnologia que eu já vi se chama televisão, mas novamente, a televisão, no seu melhor, é magnífica.”
– Revista Rolling Stone, dezembro de 2003



“Nascemos, vivemos por um momento breve e morremos. Tem sido assim há muito tempo. A tecnologia não está mudando muito este cenário”
 – Revista Wired, fevereiro de 1996



“Se você é um carpinteiro e está fazendo um belo armário de gavetas, você não vai usar um pedaço de compensado na parte de trás porque as pessoas não o enxergarão, pois ele estará virado para a parede. Você sabe que está lá e, então, usará um pedaço de madeira bonito ali. Para você dormir bem à noite, a qualidade deve ser levada até o fim”
— Revista Playboy, 1987



“O único problema da Microsoft é que eles não têm estilo. Eles não têm estilo nenhum. E não falo isso nas pequenas coisas, falo em tudo, no sentido de que eles não pensam em ideias originais e de que eles não levam cultura para os seus produtos
– Documentário ‘Triumph of the Nerds’, 1996



Sobre o futuro

“Eu sempre estarei ligado à Apple. Espero que durante toda a minha vida o meu fio se cruze com o fio da Apple, como uma tapeçaria. Posso ficar afastado por algum tempo, mas eu sempre vou voltar.”
 – Revista Playboy dos Estados Unidos, fevereiro de 1985



“A principal razão para a maioria das pessoas comprarem um computador para suas casas será para se conectar a uma rede nacional de comunicações. Estamos apenas nos primeiros estágios do que será uma grande revolução para a maioria das pessoas – tão revolucionária quanto o telefone.”
– Revista Playboy (edição americana), fevereiro de 1985



“A indústria do computador desktop está morta. A inovação virtualmente acabou. A Microsoft domina cada uma destas inovações. Isso acabou. A Apple perdeu. O mercado do PC desktop entrou em uma fase negra e ficará nela pelos próximos 10 anos ou até o final desta década”
 – Revista Wired, fevereiro de 1996



“Se eu tivesse largado esta única disciplina na faculdade [caligrafia], o Mac não teria diversas fontes e espaços proporcionais entre elas. E já que o Windows copiou o Mac, seria provável que nenhum outro computador tivesse a mesma coisa”.
– discurso durante formatura em Stanford, 2005



Sobre a Apple

"Nunca tivemos vergonha de roubar grandes ideias
– Documentário ‘Triumph of the Nerds’, 1996



“Se eu estivesse liderando a Apple, eu apostaria tudo pelo Macintosh e depois me ocuparia com um próximo grande lançamento. A guerra do PC acabou, a Microsoft venceu há muito tempo”
– Revista Fortune, 1996



“Ninguém tentou nos engolir desde que eu estou aqui. Acho que eles têm medo de qual seria o nosso sabor”
– reunião com acionistas, 1998



“Cara, a gente patenteou ele” (apresentando o iPhone)
– Macworld, 2007



“Fizemos os botões na tela ficarem tão bons que você vai querer clicar neles” [sobre o Mac OS X]
– Revista Fortune, janeiro de 2000



“Entrará para a história como uma grande mudança na indústria musical. Isso é histórico. Eu não posso subestimar isso” [sobre a loja virtual iTunes Music Store]
– Revista Fortune, maio de 2003



“A cura para a Apple não está no corte de preços. A cura para a Apple está em inovar o meio de sair deste problema”
– Apple Confidential: The Real Story of Apple Computer, 1999



“Eu não percebi isso na época, mas ter sido demitido da Apple foi a melhor coisa que aconteceu comigo. (...) Foi um remédio com gosto horrível, mas acho que o paciente precisava dele”.
– discurso durante entrega de diploma de Stanford, 2005



Postar um comentário