sexta-feira, 20 de abril de 2012

Pra quem ainda não começou: uma meditação diária de 2 minutos, por Leo Babauta

Direto do Dharmalog

Criar e manter o hábito de meditar é um dos maiores desafios da prática, mesmo para quem aparentemente já conhece a importância dela e está decidido a se dedicar diariamente. Pra tentar ajudar no início, o ex-jornalista, escritor e blogueiro Leo Babauta, autor do blog Zen Habits e do livro “The Power of Less: The Fine Art of Limiting Yourself to the Essential, in Business and in Life”, criou uma proposta de iniciar meditando apenas 2 minutos por dia. No post “Como Meditar Diariamente” (“How to Meditate Daily“), Babauta expõe cuidados básicos mas muito importantes para que a prática comece bem e continue bem, mesmo que possa parecer superficial por causa do tempo curto. O trecho do post onde ele lista 6 passos para esta meditação de 2 minutos está traduzido e publicado abaixo.
Mesmo que você pretenda mergulhar numa prática mais longa e associada a alguma grande escola de sabedoria, que para muitos é passo fundamental na busca séria e dedicada do auto-conhecimento, a disciplina e o hábito são virtudes essenciais em qualquer prática de meditação, de qualquer origem e método. Nesse sentido, as dicas abaixo são bastante úteis.

“Na verdade, alguns dos melhores benefícios da meditação são difíceis de definir – você começa a se entender melhor, por exemplo, e criar um nível de consciência de si mesmo que você nunca teve antes”.
 ~ Leo Babauta, “Como Meditar Diariamente”


COMO MEDITAR DIARIAMENTE
“Há várias e várias maneiras de meditar. Mas nossa preocupação não é encontrar uma forma perfeita de meditação – é criar o hábito diário de meditar. E por isso nosso método será o mais simples possível. 
1. Comprometa-se com apenas 2 minutos por dia. Comece simplesmente se você quiser que o hábito permanece. Você pode fazer por 5 minutos se você se sentir bem, mas você tem que se comprometer mesmo é com 2 minutos em cada dia. 
2. Escolha uma horário e um “disparador”. Não uma hora exata no dia, mas uma momento em geral, como de manhã quando você acorda, ou durante a hora do almoço. O disparador deve ser algo que você já faz regularmente, como beber a primeira xícara de café, escovar os dentes, almoçar ou chegar em casa do trabalho. 
3. Encontre um lugar quieto. Às vezes e manhã é melhor, antes que os outros na sua casa estejam acordados e fazer vários barulhos. Alguns podem encontrar um lugar em um parque ou na praia ou em algum lugar calmo. Realmente não importa onde – desde que você possa sentar sem ser incomodado por alguns minutos. Se você estiver num parque e algumas pessoas estiverem caminhando tranquilamente por perto não há problema. 
4. Sente-se confortavelmente. Não se preocupe muito com como se sentar, o que vestir, em que você vai sentar, etc. Particlarmente gosto de sentar numa almofada no chão, com minhas costas coladas numa parede, porque sou muito inflexível. Algumas pessoas podem sentar com as pernas cruzadas confortavelmente. Outros ainda podem sentar numa cadeira ou sofá se achar que sentar no chão é desconfortável. Praticantes Zen geralmente usam um zafu, uma almofada redonda enchida com sumaúma ou trigo. Não compre um se você ainda não tem um. Qualquer almofada ou travesseiro serve, e algumas pessoas podem sentar no chão direto confortavelmente. 
5. Comece com apenas 2 minutos. Isso é realmente importante. A maioria das pessoas vão achar que podem meditar por 15 ou 30 minutos, e podem. Mas esse não é um teste de quão forte você é para permanecer em meditação – nós estamos tentando formar um hábito de longa duração. E pra fazer isso, queremos começar com apenas 2 minutos. Você vai ver que é muito mais fácil começar desse jeito, e criar um hábito com um começo pequeno como esse é um método muito mais inclinado a dar certo. Você pode expandir para 5 ou 7 minutos se você conseguir fazer por 7 dias seguidos, então 10 minutos se você puder manter por 14 dias seguidos, então 15 minutos se você manter por 21 dias seguindos, e 20 minutos para o mês inteiro. 
6. Foque na sua respiração. Conforme você inspira, siga sua respiração pelo seu nariz, garganta, pulmões e barriga. Sente-se ereto, mantenha seus olhos abertos mas olhando para o chão e com um foco suave. Se quiser fechar os olhos, tudo bem. Conforme você expira, siga sua respiração de volta pro mundo. Se ajudar, conte – um inspire, dois expire, três inspire, quatro expire… quando chegar a 10, recomece. Se você se perder, recomece. Se você perceber que sua mente vai se perder (e ela vai), apenas preste atenção na sua mente se perdendo, então traga-a de gentilmente de volta para sua respiração. Repita esse processo pelos poucos minutos que você medita. Você não se sairá muito bem no início, provavelmente, mas ficará bom com a prática. 
E é isso. É uma prática muito simples, mas você precisa fazer por 2 minutos, todo dia, depois de algum disparador. Faça isso por um mês e você vai ter criado um hábito de meditação diário.”



Postar um comentário