domingo, 1 de abril de 2012

: “"Que o Dharma é o mesmo que alimentos e deixe o alimento ser o mesmo que o Dharma"”


Desde o princípio do "Buddhadharma" se diz que todos os fenômenos são sem um “eu” e que todos os seres vivos que existem dentro deste mundo fenomenal também são sem "eu", então por definição seres humanos e suas atividades são sem “‘eu’”.

A atividade diária de "Comer", bem como, que se repete interminavelmente através da vida de um ser humano, é uma manifestação dessa verdade de "não-eu".

Em um nível específico, podemos ver que nos é dada a oportunidade de encarnar o lugar em que o "alimento" fica cara a cara com o Dharma quando nós nos sentamos zazen. Para nós, que vivemos como monges, esta é a nossa sorte, então não devemos negligenciar esta oportunidade.

O "Dharma" e "alimentos" são uma forma verdadeira e não pode ser tratado de uma forma comum. Sempre que se distribui osoryoki”, devemos pensar profundamente sobre as palavras de Zenji Dogen no “Fushukuhanpo” (Procedimentos para absorver alimento), e devemos realmente senti-los e conhecer ocaminho” através deles: “"Que o Dharma é o mesmo que alimentos e deixe o alimento ser o mesmo que o Dharma"” e “” Dharma é alimento, é o Dharma"”.

É maravilhoso que a intenção de Dogen Zenji para praticar com a etiqueta para Comer agora está sendo praticado em todo o mundo.
 
Aos iniciantes desta forma de Comer pode parecer, à primeira vista, incômodo.

No entanto, como você virá a compreender, cada movimento e atividade é o Dharma, bem como uma nova existência.

Você vai ver que essa “atividade de monges” todos podem usar e aplicar em suas vidas.

É em si nada mais do que a manifestação da não-eu do Dharma e do não-eu dos seres humanos.

Quando você estiver para comer, naquele momento, você profundamente perceber que este artigo foi escrito sobre oryoki não é simplesmente sobre cerimônia e etiqueta.




....................


Comer é a atividade mais básica para nós a fim de manter nossa vida. Conforme temos a frase em japonês "nichijo sahanji" (literalmente significa que os afazeres do chá e refeições)", não podemos passar um dia sem comer. 

 Isto não é diferente para praticantes de Zen.

 Por isso podemos encontrar nas escrituras budistas os dizeres de Buda, tais como, "todos nós mantemos nossa vida através do comer. Perdemos nossa vida se não comermos", ou "através do comer mantemos nossa vida, aumentamos nossa força, criamos uma aparência mais saudável, superamos a agonia e paramos a fome e o enfraquecimento."

A iluminação não significa que o Buda se transforma numa pessoa especial. 

A palavra "Buda", que significa estar despertado, também tem o significado de "estar consciente". 

Ele saiu de casa para enfrentar os problemas fundamentais da vida tais como envelhecimento, doença e morte. Ele tornou-se consciente da verdade de nossa vida. Ele reconheceu profundamente o fato de que todas as vidas neste mundo se correlacionam umas com as outras; elas não podem ficar no mesmo estado para sempre, e elas estão destinadas a chegar a um fim. 

Nós estamos correlacionados uns com os outros. É exatamente por isso que devemos viver em paz. É isso que Buda achou ser muito importante. Ele enfatizou a mente misericordiosa que se manifesta como compaixão.

Além dos seres humanos, ele também trouxe um coração de compaixão pelos animais e plantas.

 ...................

Agora nós temos uma grande dúvida aqui. Para sustentarmos nossa própria vida, temos que por outras formas de vida tais como animais ou plantas em nossa boca. Isto significa que nossa vida só é possível ao custo das vidas preciosas de animais e plantas.

Então Buda assumiu uma visão séria de comer como uma questão de como viver. "O que nós comemos" é sem dúvida uma questão importante, mas ele também prestou a maior atenção a "como nós comemos". Um dos exemplos de seu ensinamentos sobre o shomyojiki e jamyojiki. Assim ele postulou como produzir comida e como obter a comida em questão. Shomijiki é a comida obtida de uma maneira correta e é benéfica para manter a saúde da mente e do corpo. Ao contrário, jamyojiki é a comida obtida fazendo o que não deveríamos fazer, ou através de enganar as pessoas. 

Hoje em dia usamos muitos tipos de produtos químicos para aumentar a produtividade da terra, e criar vegetais e gado independente da estação e local. Se continuarmos comendo tal comida por um longo tempo, será que não causará problemas de saúde? Visto que recebemos as preciosas vidas de animais e plantas como comida, deveríamos comer de uma maneira que possamos fazer o melhor uso delas.

Ensinamento de Dogen Zenjo sobre comer

Foi Dogen Zenji que aprofundou mais os ensinamentos de Buda sobre comer. Ele escreveu Tenzo Kyokun e Fushuku Hanpo e e deu explicações concretas e detalhadas sobre o que o cozinheiro Zen, o Tenzo, precisa ter em mente, e sobre o que precisamos ser cuidadosos quando comemos.

Em Tenzo Kyokun, ele escrever sobre consideração cuidadosa, desde como cozinhar a comida a fim de utilizar os ingredientes ao máximo, até como preparar e armazenar os ingredientes. Em Fushuku Hanpo, nem é necessário dizer o comer é feito com gratidão, e Dogen Zenji descreveu em detalhes maneiras como a necessidade de ter a mente e corpo em boa condição e dar atenção às pessoas comendo junto.


Por exemplo em Tenzo Kyokun, quanto a como lavar o arroz, Dogen Zenji aconselhou:

…ao examinar o arroz, primeiro verifique a areia; ao verificar a areia peneirada do arroz, verifique o arroz…
…ao lavar o arroz para a refeição do meio-dia, o cozinheiro não deve deixá-lo perto da pia. Olhe tudo cuidadosamente, para não desperdiçar sequer um grão...


Precisamos de tal cuidado porque cozinhar pode nos levar a:
  • estimular um senso de gratidão por reconhecer a fonte de vida dos ingredientes
  • estimular um senso de empatia por reconhecer as vidas das pessoas que estão comendo.
  •  
Em Fushuku Hanpo, ele escreveu sobre o cuidado minucioso que deveríamos tomar ao comer:

..não faça barulho ao mastigar sua comida. Não engula sua comida fazendo barulho...
...Se tiver que retirar algo dos dentes, você deve cobrir sua boca...
...Não mexa seu corpo, segure os joelhos , sente agachado, boceje, ou espirre alto...
...não fale com comida na boca...

Estas coisas para notar visam a:
  • estimular um senso de gratidão por reconhecer a fonte de vida dos ingredientes
  • estimular um senso de gratidão por reconhecer profundamente as vidas das pessoas que cozinham
  • estimular um senso de gratidão por reconhecer profundamente as vidas das pessoas comendo juntas

Este são somente alguns exemplos, mas todos eles nos surpreendem porque agora apreciamos ter uma refeição tão abundantemente que facilmente esquecemos de tratá-la com cuidado, ou ter um senso de gratidão.

Como a frase "nichijo sahanji" mostra, nós repetimos o cozinhar e comer todos os dias, e estas atividades podem tornar-se tão triviais para nós. Esta é a razão porque somente poucas pessoas prestam bastante atenção ao significado verdadeiro de preparar refeições e comer. Contudo, a atividade de comer, que é crucial para viver, tem um significado sério – que nós recebamos as vidas dos animais e plantas. Por isso, a atitude de cozinhar e comer está certamente relacionado a cultivar nossa mente assim como nosso corpo.

Mente Regozijante, Mente Educada, Mente Magnânima e as Cinco Contemplações

Em Tenzo Kyokun, como um sumário deste significado, Dogen Zenji nos ensinou que é importante ter Mente Regozijante, Mente Educada e Mente Magnânima. Mente Regozijante é uma mente que regozija com a oportunidade de ter uma posição maravilhosa como a de um Tenzo. Uma pessoa que se torna um tenzo deveria lutar para cozinhar com Mente Educada, que é como pais gentilmente cuidando de seus filhos. E a Mente Magnânima é a capacidade de aceitar tudo igualmente.

Em Fushuku Hanpo, os versos para recitar antes de tomar refeições são apresentados como O Verso das Cinco Contemplações.
  • Primeiro, nós refletimos no esforço que nos trouxe essa comida, e consideramos como ela chega até nós.
  • Em segundo lugar, refletimos em nossa virtude e prática, e se nós somos dignos desta oferenda.
  • Em terceiro lugar, nós consideramos ganância como o obstáculo para a liberdade da mente.
  • Em quarto lugar, nós consideramos esta refeição como remédio para manter nossa vida.
  • Em quinto lugar, com o propósito de iluminação nós recebemos esta refeição.

Os pontos importantes para mantermos em mente quando consideramos comer estão todos incluídos nestas palavras.

Como o comer está estreitamente ligado a como viver

Recentemente mais e mais pessoas estão interessadas na questão de comer. Mas seu foco é principalmente no aspecto da nutrição, que talvez reflita a era da glutonaria. Certamente nutrição é importante, mas não devemos esquecer que comer é profundamente reconhecer as vidas de outros. Como Buda ensinou, nossas vidas estão correlacionadas umas com as outras.



Por isso, para nós, comer é uma prática. Estou certo de que podemos aprender muitas lições de como lidar com estes problemas através de pensarmos profundamente em como comer com cuidado todo dia. 

Fim


http://global.sotozen-net.or.jp/por/photos_videos/cooking/index.html
Postar um comentário