quarta-feira, 16 de maio de 2012

O Buda disse:

O Buda disse: “Embora eu não tenha aparecido em qualquer lugar, apareço por toda parte para aqueles que gostam de aparências. Para aqueles que não gostam de aparências, sou sempre vacuidade.

Embora eu nunca tenha falado, falo para aqueles que gostam de som. Para aqueles que não gostam de som, permaneço em silêncio.


E
mbora minha mente jamais tenha pensado nada, para aqueles que pensam que minha mente é onisciente, ela é onisciente. Para aqueles que pensam que minha mente não existe, ela não existe.

Quem quer que queira me ver gradualmente, pode me ver gradualmente. Quem quer que queira me ver instantaneamente, pode me ver instantaneamente. Qualquer que seja a aspiração, ela será alcançada. Essa é a qualidade do meu corpo.

Quem quer que queira me ouvir gradualmente, pode me ouvir gradualmente. Quem quer que queira me ouvir instantaneamente, pode me ouvir instantaneamente. Essa é a qualidade da minha fala.

Quem quer que queira conhecer minha mente gradualmente, pode conhecer minha mente gradualmente. Quem quer que queira conhecer minha mente instantaneamente, pode conhecer minha mente instantaneamente. Qualquer que seja a aspiração, ela será alcançada. Essa é a qualidade da minha mente.”

Thinley Norbu Rinpoche (Tibete, 1931 ~)
“Magic Dance”
Postar um comentário