terça-feira, 28 de junho de 2011

FALECIMENTO - Em homenagem ao meu avô Hermes Nunes da Conceição


28jun

NOTA DE FALECIMENTO

Ex-atleta tricolor Hermes Nunes da Conceição




Faleceu na noite desta segunda-feira, aos 85 anos, o ex-atleta tricolor  (clique e veja a homenagem gremista) Hermes Nunes da Conceição, que atuou pelo Grêmio no final da década de 40. O atacante foi campeão da Cidade e do Estado em 1949.

Nascido em Taquari (RS), Hermes participou da primeira grande excursão pelo exterior com o time do Grêmio. O destino era a América Central, onde o tricolor entrou em campo nove vezes e saiu com a vitória em oito delas. A campanha invicta foi completa com um empate.



Ele também participou do primeiro jogo do Grêmio em uma capital estrangeira, em 14 de maio de 1949 contra o Nacional, de Montevidéu.

Em 1950, Hermes representou o Rio Grande do Sul em uma partida emblemática entre a Seleção Brasileira e a Seleção do Rio Grande do Sul, disputada no estado do Rio de Janeiro. O atacante foi o grande destaque do jogo, marcando os quatro gols da seleção gaúcha.


Hermes Nunes da Conceição

 Imagem:Hermes.JPG


Nos anos 50, Hermes deixou o Estado para morar no Rio de Janeiro, onde defendeu a equipe do Flamengo e recebeu o apelido de Jacaré. Com o rubro-negro carioca, fez viagens à Europa para disputar jogos.

Quando foi atacante do Flamengo de 1950 a 1955, foi o artilheiro do Flamengo na temporada de 51 com 39 gols em 45 partidas disputadas. Ao todo em sua passagem pelo clube marcou 52 gols em 72 partidas com uma média de 0,72 gols por jogo.

 O fim de sua carreira desportiva foi no Rio Grande do Sul, no Cruzeiro de Porto Alegre. Na mesma época, ingressou na Brigada Militar, alcançando o posto de subtenente. Era aposentado da corporação.

Jogador do Grêmio no final da década de 40, Hermes Nunes da Conceição morreu na noite de segunda-feira, no Hospital da Brigada Militar, em Porto Alegre. O ex-atacante tinha 85 anos e sofria da doença de Alzheimer.

Nascido em Taquari, no Vale do Taquari, teve os filhos Ana Tereza e Manoel Islan, do primeiro casamento, e Andréa, do segundo. Teve oito netos. Ultimamente, residia em uma clínica geriátrica da Capital. O sepultamento ocorreu ontem à tarde, no Cemitério João XXIII.
Postar um comentário