segunda-feira, 5 de março de 2012

Raio X, Tomografia, Ressonância Magnética, Ultrassom

Do G1, de São Paulo


Tomografia e ressonância magnética são exames de imagem bastante detalhados, que servem para analisar com precisão coração, vasos sanguíneos, pulmões, cérebro e ossos. Se você ainda nunca fez, talvez um dia precise – por isso, é sempre bom saber como eles funcionam.
O ginecologista José Bento e o radiologista César Nomura ressaltaram a importância de sempre buscar o resultado no laboratório e levá-lo ao médico, além de nunca interpretar as informações por conta própria. Os especialistas também ensinaram como e onde armazenar os resultados em casa.
Exames médicos supervalendo (Foto: Arte/G1)
A tomografia, assim como o raio X, também usa radiação. Mas o contraste não é radioativo. No caso da cintilografia, o contraste é um remédio que contém radioatividade. Mas não há risco de câncer, porque as exposições costumam ser bem pontuais.
A ressonância é uma espécie de ímã, razão pela qual as pessoas que têm metais no corpo devem tomar cuidado. São alguns exemplos:
- Aparelho nos dentes
- Piercing
- Tatuagem com tinta de metal
- Maquiagem definitiva
- Maquiagem que contém metais
- Marcapasso
- Implante de ouvido
- Pino na perna
O aparelho da ressonância magnética emite vários sons, que às vezes assusta ou irrita os pacientes. Na enquete feita aqui no site, 16% disseram que o que mais incomoda nesse exame é o barulho. Outros 26% têm claustrofobia, 14% não gostam de ficar presos à mesa por cintos durante o procedimento, 12% não veem problema nenhum e 32% nunca fizeram ressonância.
Descarte de exames
Não há uma legislação específica para o descarte de radiografias guardadas na casa das pessoas. Segundo o Ministério do Meio Ambiente e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o melhor destino é a reciclagem, pois as chapas contêm prata e plástico.
Elas passam por um processo químico para liberar a prata, reaproveitadas na confecção de joias. Já o plástico é usado para a fabricação de embalagens. As radiografias não devem ser queimadas, pois liberam gases tóxicos.
Alguns hospitais e unidades de diagnóstico por imagem recebem as radiografias e as encaminham gratuitamente para a reciclagem.
Postar um comentário