segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Cíclovia de Porto Alegre pode sair do papel para o "cercado"



"O nível está bastante elevado", diz presidente do IAB-RS sobre projetos para guard-rails na coclovia da Ipiranga

Prazo para inscrição de trabalhos terminou nesta segunda-feira com 37 projetos recebidos

"O nível está bastante elevado", diz presidente do IAB-RS sobre projetos para guard-rails na coclovia da Ipiranga Jefferson Botega/-


Modelo escolhido pela prefeitura, com uso de toras de madeira, acabou interrompido em razão de críticasFoto: Jefferson Botega / -
Até as 18h desta segunda-feira, quando terminou o prazo estabelecido para envio de projetos para guard-rails na Avenida Ipiranga em Porto Alegre, o Instituto de Arquitetos do Brasil no Rio Grande do Sul (IAB-RS) recebeu 37 trabalhos. Entre terça e quinta-feira eles serão avaliados por uma banca, que irá pré-selecionar três. Na sexta-feira, os autores destes três projetos irão expor suas ideias e explicá-las em evento público na sede do IAB-RS, às 18h30min. O projeto vencedor será encaminhado à prefeitura de Porto Alegre.

Segundo o presidente do IAB-RS, Tiago Holznann, é grande a variedade de ideias, materiais sugeridos, desenhos e soluções apresentadas. 

— Abrimos os 37 projetos para ver se estavam em ordem. Vai dar trabalho escolher os três. O nível está bastante elevado — resumiu.

O autor do projeto vencedor receberá remuneração equivalente ao período de 40 horas trabalhadas, o que daria em torno de R$ 4,5 mil, informou Holznann. 

A colocação de guard-rails na Avenida Ipiranga ocorre em razão da construção da ciclovia. A prefeitura havia iniciado a instalação usando toras de madeira de reflorestamento, o que gerou críticas. 

Com a reação negativa da opinião pública, a prefeitura optou por ouvir os arquitetos.

Clique na foto e entenda a questão:

ZERO HORA

Postar um comentário