quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Explicações adicionais de decisões recentes


Queria indicar este texto para vocês... ele é MUITO esclarecedor e me reconheço em experiência incrivelmente parecidas na Web, mas o "Blogger" esta com problemas então eis o endereço:





Muitos vão achar que estou exagerando, mas me exilei no Mundo Real, saí da Matrix, para preservar minha sanidade. Certa vez Karl Marx disse que o mal da Era Moderna é que a situação se inverteu e a máquina deixou de ser uma extensão do humano para o humano se transformar em extensão da máquina. Mas a coisa é pior ainda: não nos tornamos extensão, mas escravos! Nos últimos 20 anos assisti gradualmente o ser humano se tornando cada vez mais inapto para viver no tipo de sociedade que existia antes da internet. Pegar um ônibus, trabalhar, praticar uma religião, tudo passou a ser mediado pela máquina. A máquina exige satisfação (twitter), exige opinião (facebook), exige exposição (orkut), exige interação (messenger) e exige pagamento (NET, Velox, JET, GVT etc.). A pessoa passa de usuário da máquina para ferramenta da máquina. A cada mensagem, cada conversa, cada manifestação de opinião, nos tornamos mais e mais expostos, até que, finalmente, o que vemos é que o que se expôs não fomos nós, mas outra coisa, uma máscara, uma personagem.

Além do mais, o que em corpo físico fazemos pela simples filtragem de informações, na internet nos tornamos grandes negligenciadores de prioridades. Andando na feira, uma pessoa normal consegue filtrar a conversa com a pessoa do lado arrodeado da zuada dos demais feirantes. Na internet, a seletividade cai. Além do mais, a internet ajuda a espalhar mal-entendidos, gera atritos e uma pessoa pacífica dificilmente se mantém pacífica, visto estar sendo bombardeada de todos os lados de exposições, opiniões, interações e satisfações da vida alheia.

Enfim, a internet tornou-se um Hospício, uma casa de loucos, um mundo surreal, em que "amigos" são adicionados e descartados como um copo de plástico, em que simples atritos ou discussões são tratados como "inimizades", em que dar uma simples opinião torna-se uma ofensa terrível contra quem discorda de sua opinião. É um mundo non-sense. E diante disso é que comecei minha "deleção completa de redes sociais" em 2012. Digamos que cansei de compactuar com esse mundo e resolvi me exilar no mundo real.


Desovado por 
Postar um comentário