terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Fugast 2011 CONTINUA


Fugast: só 30 rescisões pagas

Os ex-funcionários da Fundação de Gastroenterologia (Fugast) ainda aguardam uma solução para o pagamento das suas rescisões contratuais. O governo do Estado, que havia prometido quitar todos os valores até o final do ano, segundo Maria da Conceição Vila, uma das líderes do movimento dos trabalhadores da fundação, pagou apenas 30 dos 479 demitidos em 2011. "Não há nenhuma previsão de quando os outros receberão e o Piratini não nos diz nada", afirma.
Postar um comentário